O Fim da Era dos Ônibus Espaciais Americanos

Boa segunda-feira, leitores e leitoras!

Começo a semana trazendo a última matéria antiga – escrita ano passado – e encerrando essa etapa de repostagens do Querida Mente Imperfeita. Essa matéria tinha sido criada exatamente uma semana após o ônibus espacial Atlantis pousar na Terra e trazer a notícia de que o Programa Ônibus Espacial havia encerrado. Portanto, não é um texto atual, mas ainda assim revela algumas coisas interessantes sobre esse projeto estadunidense. Para quem se interessa, tenha uma boa leitura.

O Fim da Era dos Ônibus Espaciais Americanos

Atlantis volta à Terra e marca o fim da era dos ônibus espaciais.

Na quinta-feira do dia 21 de julho de 2011, o ônibus espacial Atlantis retornou à Terra e findou os trinta anos de projeto desenvolvido para cortar custos das viagens ao espaço. Essa jornada de pesquisas espaciais começou em 1981, com o Columbia, que realizou o primeiro voo do Programa Ônibus Espacial. O programa acabou sendo extinto ao completar trinta anos e executar 135 missões, sendo que cada uma custou pelo menos 450 milhões de dólares. Desta forma os EUA ficam sem uma nave própria e passam a depender dos foguetes russos para fazer viagens espaciais com tripulações.

O Atlantis pousou na pista do Centro Especial de Kennedy, na Flórida, onde também teria iniciado todas as suas missões ao espaço. Os estadunidenses decidiram transformar a nave em uma peça de museu, que será exposto no Kennedy Space Center Visitor Complex. Mas por que teriam parado as operações?

O acidente do ônibus espacial Columbia – em que a nave se desintegrou durante a reentrada na Terra e matou os sete tripulantes – facilitou o trabalho de George W. Bush, o presidente americano da época, a tomar a decisão de encerrar o programa. O incidente ocorreu em 2003 e a decisão foi tomada em 2004, porém somente ano passado foram encerradas as missões dos ônibus espaciais da Nasa.

O projeto teve um história extenso nesses trinta anos. Sua história foi marcada por sucessos, como a missão que colocou em órbita o supertelescópio Hubble, que permitiu ampliarmos a visão para além da nossa galáxia. Mas também foi marcada por tragédias, como as explosões das naves Challenger e Columbia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s